Como Dar Entrada No Seguro Desemprego 2020 – veja o passo a passo

Publicidade

Como Dar Entrada No Seguro Desemprego – Aprender como dar entrada no seguro desemprego poupa muita dor de cabeça para o brasileiro.

Conhecer o passo a passo é um atalho que o brasileiro tem no processo de recebimento do benefício. Veja abaixo como dar entrada no seguro desemprego.

Publicidade

passo-a-passo-como-dar-entrada-seguro-desemprego-2020

Como dar entrada no seguro desemprego – documentos, parcelas e prazos

A documentação exigida no auxílio desemprego muda conforme o tipo de trabalhador. Agora você vai aprender como dar entrada no seguro desemprego. Vai descobrir, também, quais documentos são necessários na solicitação do seu auxílio desemprego.

Se você é empregada doméstica, trabalhador formal, pescador artesanal ou trabalhador resgatado de situação análoga à escravidão, informe-se agora como solicitar o seu direito.

Parcelas seguro desemprego – quantas tenho direito?

As novas regras do seguro desemprego 2020 alteraram alguns prazos de recebimento e a quantidade de parcelas do seguro desemprego.

Já a quantidade de parcelas a receber tem a ver com o tempo de vínculo empregatício. Se for a primeira vez que está solicitando o seguro desemprego:

Publicidade

  • se você trabalhou com carteira assinada entre 18 e 23 meses, você tem direito a 4 parcelas de seguro desemprego e
  • se você trabalhou com carteira assinada por período superior a 24 meses, você tem direito a 5 parcelas de seguro desemprego.

Se você estiver solicitando o seguro desemprego pela segunda vez:

  • se você trabalhou com carteira assinada entre 9 e, 11 meses meses, você tem direito a 4 parcelas de seguro desemprego e
  • se você trabalhou com carteira assinada por período superior a 12 meses, você tem direito a 5 parcelas de seguro desemprego.

Se você estiver solicitando o seguro desemprego pela terceira vez:

  • se você trabalhou com carteira assinada entre 6 e 11 meses meses, você tem direito a 3 parcelas de seguro desemprego e
  • se você trabalhou com carteira assinada entre 12 e 23 meses , você tem direito a 4 parcelas de seguro desemprego.
  • se você trabalhou com carteira assinada por período superior a 23 meses, você tem direito a 5 parcelas de seguro desemprego.

Seguro Defeso – o que é e quem tem direito?

Cada tipo de trabalhador deve apresentar diferentes documentos. Descubra quais documentos você deverá providenciar pro processo de dar entrada no seu seguro

Os pescadores artesanais podem encaminhar o pedido do auxílio desemprego se a espécie que captura estiver protegida pelo período de defeso, instituído pelo Ministério do Meio Ambiente – MMA.

A lista de documentos que o pescador artesanal deve apresentar para a habilitação do seguro desemprego é composta por:

  • CPF;
  • RG ou Carteira Profissional;
  • Registro de pescador profissional artesanal com mais de 12 meses;
  • Comprovante de residência em um dos municípios atingidos pelo período do defeso.

Seguro Desemprego doméstica – empregada doméstica tem direito a seguro desemprego

Em caso de comercializar a produção visando a pessoa física, é necessário a cópia do comprovante de recolhimento previdenciário (GPS), ou cópia da NF, caso a comercialização seja feita com pessoa jurídica.

Já o seguro desemprego doméstica necessita, na solicitação, da Carteira de Trabalho, CNH (modelo novo) ou Certidão de Nascimento com protocolo da identidade, cartão do PIS-PASEP ou comprovante de Inscrição de Contribuinte Individual.

Documentação do trabalhador resgatado

Também será necessário o termo de rescisão do contrato e os comprovantes de contribuições da previdência e FGTS. Importante lembrar que no termo de rescisão deverá constar que a dispensa foi sem justa causa.

O trabalhador resgatado de situação análoga à escravidão deverá apresentar o cartão do PIS-PASEP ou Comprovante de Inscrição de Contribuinte Individual e a Carteira de Trabalho com a anotação do auditor fiscal do MTE – Ministério do trabalho e Emprego.

O que é necessário do trabalhador formal?

Em substituição a esse, o TRCT – Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho ou o documento que a fiscalização do mesmo Ministério tenha emitido, comprovando a situação análoga a de escravo da qual foi resgatado.

O trabalhador formal deverá providenciar todas as CTPS que possuir, o TRCT e a devida quitação, o cartão do PIS-PASEP ou o extrato do Cartão do Cidadão, o RG ou a Certidão de Nascimento ou CNH ou passaporte ou certificado de reservista ou a Certidão de Casamento com o protocolo da identidade.

Seguro desemprego – consulte antes de dar entrada

Também serão necessárias as guias do benefício ao trabalhador desempregado de acordo com a Resolução CODEFAT nº 736, as folhas de pagamento dos três meses anteriores à demissão, comprovante de residência, comprovante de escolaridade.

Por fim, o documento que comprove os depósitos ou o relatório da fiscalização ou o documento judicial. Realizando a consulta sd, você poderá saber a situação do seu benefício e, então, ter como dar entrada no seguro desemprego.

Passo a passo – como dar entrada no seguro desemprego

Como você pôde ver, cada tipo de trabalhador necessita de uma documentação de comprovação da sua situação. O seguro defeso objetiva a cobertura de uma situação específica, em que o pescador artesanal é impedido de exercer sua profissão.

O seguro desemprego doméstica necessita de menos documentação e é no valor de um salário mínimo. E todos têm como primeiro passo a consulta sd. Em seguida, deve-se fazer o agendamento seguro desemprego.

Após ter uma data agendada, então dirija-se à agência Caixa mais próxima para dar entrada no seguro desemprego. Você poderá baixar o aplicativo Caixa trabalhador grátis aqui. Assim, você poderá descobrir onde é a agência mais próxima de você dar entrada no benefício do trabalhador.